segunda-feira, 31 de maio de 2010

Cuidados com o meio ambiente

O vídeo abaixo fala sobre o gerenciamento de resíduos químicos, uma das preocupações que o Engenheiro Químico deve possuir para não afetar o meio em que se vive.

http://www.youtube.com/watch?v=T5Q4HCjMx_k

Eventos

Os eventos encontrados na área de engenharia química seguem abaixo:

COBEQ

Engenharia Química e Sustentabilidade Ambiental


Segundo o presidente da Abeq, novos conceitos e novas necessidades desafiam a engenharia química neste início do século XXI. A sustentabilidade ambiental ganha relevância no processo produtivo. “Não é mais possível pensar no uso dos recursos naturais sem levar em conta o impacto ambiental”, afirma categoricamente o engenheiro químico.

O meio ambiente é a restrição determinante para se definir o quê, quanto e como produzir. Com esse conceito, surgem inúmeros novos desafios ao profissional do setor. O primeiro é reduzir o impacto da atividade transformadora, levando em consideração todo o processo, da conversão dos recursos naturais ao descarte final dos produtos. Para isso, será preciso reduzir o uso de matérias-primas; substituir produtos quando necessário; adotar tecnologias limpas; utilizar de forma mais eficiente os insumos, por meio do aprimoramento de equipamentos e processos; e adotar a reciclagem e o re-uso de materiais dentro do processo. O segundo desafio é a adoção, em maior escala, de recursos renováveis da natureza para a produção de energia e processos químicos. O petróleo está em baixa. A biomassa e as biorrefinarias são os substitutos. Assim como a energia solar e a eólica.

Outra preocupação é ampliar a substituição de produtos que demoram a se decompor na natureza por equivalentes de degradação rápida. E também reforçar a reciclagem de produtos como alumínio, plásticos, papel e vidro. Promover a reciclagem ambiental é outro desafio, para recuperar ambientes degradados. E o tratamento de efluentes líquidos, sólidos e gasosos.

De acordo com Seckler, pesquisador da IPT: “ o desenvolvimento da nanotecnologia ganha uma importância ainda maior, uma vez que ela aproveita propriedades não usuais da matéria, permitindo o uso mais eficiente dos recursos naturais. “O engenheiro químico deve ter um papel relevante no desenvolvimento da nanotecnologia e da biotecnologia”, diz o presidente da Abeq. “Qual é esse papel e como o engenheiro químico se preparará para essa função é o que precisamos definir imediatamente”, afirma. Ele acredita, porém, que esses desafios, na verdade, representam novas áreas promissoras ao desenvolvimento profissional do engenheiro químico, que terá outros campos de atuação com a nanotecnologia e com a biotecnologia. Ele acredita também que a álcoolquímica e a química verde, a química com preocupação social e ambiental, são tendências fortes para o futuro do setor.
Mas isso não significa que os processos clássicos de engenharia química serão descartados no futuro. Pelo contrário: “O desafio, nesse campo, é o desenvolvimento de processos mais eficientes e o ganho de qualidade”, diz o pesquisador do IPT.

o que é sustentabilidade ambiental?



Falar sobre sustentabilidade hoje é fundamental pois todos os fatores hoje contribuem para um desenvolvimento sustentável para o contínuo desenvolvimento e bem estar da população ...

Indico o site baixo para o detalhamento do que é sutentabilidade ambiental ...

http://www.administradores.com.br/informe-se/artigos/sustentabilidade-ambiental/23978/

O que é engenharia química?


A Engenharia Química é o ramo da Engenharia ligado aos processos industriais em que diferentes matérias-primas são transformadas em produtos de maior interesse industrial. Essa transformação se dá em etapas, desde o tratamento da matéria prima ao processamento, separação e purificação dos produtos. O conjunto de todas as etapas constitui o processo. O projeto, construção e operação das plantas industriais para a fabricação dos produtos, bem como o desenvolvimento de novos processos e produtos são atribuições do Engenheiro Químico.


A Engenharia Química ocupa uma posição privilegiada e de grande responsabilidade, em relação à abordagem e solução de problemas tecnológicos relevantes para a humanidade, direcionados a áreas vitais como água, alimentos, energia e ambiente, em que o esforço científico e tecnológico visa a obtenção de novas fontes e o desenvolvimento de processos econômicos de produção, purificação, geração, distribuição e preservação.


Compete ao Engenheiro Químico o desempenho de atividades referentes à indústria química e petroquímica, de alimentos, produtos químicos, tratamento de água e rejeitos industriais. Mais especificamente, o Engenheiro Químico poderá atuar nas áreas: Aromatizantes e Aditivos alimentares, Açúcar e do Amido, Agroquímicas; Bebidas; Cerâmica, Cimento e Vidro; Farmacêutica; Fermentação (álcool, cerveja, lácteos, etc.), Perfumes, Sabões e Detergentes, Fertilizantes, Nucleares, Polpa de celulose e Papel; Plásticos, Processamento e Refino do Petróleo, Petroquímica incluindo Gás Natural e Carvão, Alimentos, Tintas.